domingo, 6 de maio de 2012

Olhando para o passado e espreitando o futuro!

Este Porto não foi um Porto vintage como o do ano passado. Longe disso!

Este Porto foi um destes Portos que se serve à chegada das excursões de 3ª idade. Ou seja, é mau, mas, contudo, serve o propósito. Até porque, este vinho e esta equipa, por muito maus que sejam, são sempre superiores à media.

A época que finalmente acabou (e digo finalmente porque tantas vezes rezei para que acordasse deste pesadelo) foi um prato azedo que deixou um sabor doce no fim. As competições perdidas, e a forma como as perdemos, não foram totalmente apagadas pela vitória no campeonato. Campeonato que à primeira vista parece muito bom mas que, para quem viu, sabe que não passou do mediano (ou medíocre).

Liga dos Campeões:



Uma das prestações mais humilhantes que alguma vez vi. Caindo no grupo mais fácil, ter sido enxovalhado por clubes de 4ª linha como o Apoel e o Zenit foi um prenuncio do que se avizinhava. Muito dinheiro perdido e, acima de tudo, uma oportunidade esbanjada de valorizar activos após uma resplendida época europeia no ano transacto.

Liga Europa:














Não era a nossa competição mas, no entanto, deveríamos ter saído de outra forma. Sermos goelados pelo City não é aceitável. Bem sei que eles nos enfrentaram com uma atitude séria e de respeito (coisa que causamos naturalmente a qualquer adversário), o que os levou a vencer facilmente de mais. Tivessem eles tido metade da mesma postura contra o Sporting e ainda por lá andariam.

Taça de Portugal:


Ser eliminado desta competição da forma que fomos, ou seja, contra uma equipa muitíssimo inferior, foi mais um desgosto. Não há muito mais a dizer sobre isso.

Taça da Liga:

Perdemos mais uma vez às mãos do 5LB. Nada de muito preocupante pois ate podíamos ter ganho. No entanto, esta é uma taça que falta no nosso salão. Mesmo que apenas valha o seu peso em lata, devemos tentar ganhá-la antes que os clubes se recusem a jogá-la.

Supertaça:

A forma como a ganhamos, a custo e com polémica, foi o perfeito pronúncio do que aí vinha. 2 meses antes trucidamos o mesmo adversário numa Final por 6 golos a 2 e, de repente, a equipa pareceu estar numa letargia da qual nunca conseguiu sair.

Campeonato:

´

Nota positiva: Ganhamos. Nota negativa: Jogamos muito muito muito mal. Salva-se as vitórias decisivas em lisboa e Braga quando assim foi necessário. Isso demonstra que o carácter vem a cima quando se trata de equipas vencedoras. Um bem haja ao benfica que se afundou em mediocridade depois de ter 5 pontos de vantagem e, logicamente, ter-se deixado ir na corrente entorpecedora da bajulação dos media.

Contas feitas, um ano positivo. Um 10/20. Chega para passar mas não é motivo de especial orgulho. De referir apenas que são 8 campeonatos em 10 anos. Ou 4 em 5. Domínio que esta época ameaçou desfazer. Caso tivéssemos perdido, os argumento mouriscos seriam de 2 em 3 para o lado deles. Safamos-nos!

Tal como Pinto da Costa disse, as épocas não se preparam no fim da última. As épocas vão sendo preparada com antecedência. Espero que este ano a SAD tenha um comportamento de sucesso pois, nesta ultima época, os erros foram tantos que até a torre das antas ameaçou cair.

Pessoalmente, eis o que eu acho que vai acontecer vs o que quero que aconteça.

Treinador:



Quero que se vá embora ontem. O futebol com ele é sofrível e deve ser o único treinador campeão de quem os adeptos, na sua vasta maioria, não gostam. Porém, tenho a sensação de que Pinto da Costa não irá ter vontade de se desfazer do adjunto do adjunto do adjunto de Sir Bobby Robson. Ganhar com ele foi uma bofetada aos benfiquistas. O mesmo seria dizer que até sem treinador ganha. A minha aposta é então de que iremos ter mais um ano  de VP pela frente.

Aguenta coração.

Transferências:


Temos de fazer pelo menos 40 milhões em vendas para colmatar o imenso rol de salários e investimentos exorbitantes (e pouco claros).

Toda a gente fala da venda de Hulk mas verdade é que, se não vier uma proposta de bem mais de 50M, nem sequer há conversa. E todos sabemos que a crise está cá para todos.

Contudo, não é necessário vender nenhuma das pérolas para equilibrar as contas. O plantel é tão vasto e tão mal aproveitado, que os seus excedentes dariam para resolver muitos problemas.

Assim, o meu cenário ideal seria:

- Vender Rolando por +10M. Este jogador estar em fim de linha e a dupla Maico vs Otamendi, com a chegada de um talentoso Mangala assim como os rumores de um regresso de Carvalho, não só beneficiaria todos os jogadores do clube como o próprio Rolando.

- Vender Varela +5M. Varela deu muito ao Porto. Foi importante em momentos chave. No entanto, o seu espaço diminuiu na mesma proporção do que a qualidade das suas exibições. Com a afirmação de James, um Iturbe a querer aparecer e um Djalma que, sinceramente, jogou o mesmo que Varela (ou seja, pouco), a saída avizinha-se. Ate porque está na idade limite para render alguma coisa.

- Vender Alvaro Pereira +12M. Época verdadeiramente decepcionante. As suas exibições roçaram o ridículo. Como é possível passar de um jogador considerado um dos melhores na Europa na posição, a um autentico rebo de pés quadrados, incapaz de fazer um remate ou um centro? Os seus desempenhos foram tão fracos que não há um Portista que o queira manter quando tem Alex Sandro na calha.

- Vender Guarin +9M. Esse foi um dos que estava a mais na equipa. Depois de uma grande época, onde foi importante, o excesso de jogadores para aquela posição, assim como que a inadaptação a VP, empurraram-no para fora. Peço ao Inter que fiquem com ele. Até fiz um preço barato! De qualquer forma, a esse valor, vai para outro clube. Este tem mercado e não tem espaço no plantel. Obrigado por tudo.

- Belluschi +5. Nunca gostei dele ao contrário da maioria dos Portistas.Um nº 10 que não consegue fazer um passe decisivo nem dar sequência a jogadas de forma consistente, não serve. Parece que é titular no Génova. Talvez por isso estejam no estado que estão.

- Fucile +5. Depois do empréstimo pode fciar no Santos. Ele dá-se bem no estilo descontraído dos brasucas. Além do mais, não tenho saudades dos seus derrames cerebrais que nos custaram muitos jogos. Fucile, bem visto no Dragão, foi nos mais prejudicial do que benéfico. Perdi a conta aos jogos que perdemos com ele expulso. O último dos quais, e que ditou a sua saída, contra o Zenit e de uma forma indesculpável.

Assim, fazendo as contas de uma forma real e sem exagerar nos valores pedidos, faríamos 47M sem tocar nas pedras chave da equipa.

No entanto, o que eu acho que irá acontecer é:

Vender Rolando, Varela, Hulk, Fernando e Alvaro Pereira. Dos emprestados vamos conseguir enfiar o Guarin (abaixo do valor) e o Fucile. Belluschi irá voltar para ser emprestado até acabar o contrato.

O desafio passa depois por arranjar substitutos para Hulk (impossível) e Fernando (quase impossível).

Se não conseguirmos suprir a saída destas pedras chave, prevejo um campeonato muito equilibrado com a ascensão do Sporting e queda do benfica (que também vai vender) e do Porto. O Braga, esse, se mantiver a qualidade de jogo, irá ter uma oportunidade ainda maior de se chegar à frente.




Sem comentários:

Publicar um comentário